Valentine’s Day no Japão: A história por trás da entrega dos chocolates

Valentine’s Day no Japão: A história por trás da entrega dos chocolates

COMPARTILHAR
Foto: Alex Santos Make Up: Paula Kondo

O Valentine’s Day no Japão é uma das datas “estrangeiras” comemoradas com mais entusiasmo no país. O dia de São Valentino tornou-se simbólico para demonstrar sua gratidão e eventualmente seus sentimentos.

A comemoração do dia dos Namorados foi introduzida no Japão em 1936, pela confeitaria Morozoff, na cidade de Kobe. Em 1958 a rede de lojas de departamentos Isetan (uma espécie de Mappin’ japonês que existe até hoje) popularizou o costume do Dia dos Namorados através de uma massiva campanha publicitária acompanhada de muitas mercadorias em oferta: “Dê um presente a quem você ama no dia de hoje”.

O mais divertido é que o dia dos namorados japonês inclui os “sem namorados(as)”. Os amigos, chefes e colegas de trabalho também ganham chocolate das meninas.

Os chocolates são divididos em dois tipos: giri choco 義理チョコ (chocolate “obrigatório”) e honmei choco 本命チョコ (chocolate para o amor verdadeiro).

O honmei choco é dado à pessoa por quem a mulher esteja apaixonada. Se ainda não estão juntos, é um meio de declarar o seu amor à pessoa.
Por esse motivo as mulheres se esmeram e há muitos programas de TV para ensinar a preparar o chocolate caseiro (tezukuri), que é o melhor presente de Valentine’s Day quando se trata de honmei choco.

O giri choco é dado também para os chefes no trabalho, assim como para outros colegas, sendo chamado de “chocolate da convivência social”.

É normal uma mulher comprar mais de 20 caixas de chocolate para distribuir no escritório, além de presentear outros homens com quem ela mantêm contato regular. Mas as moças tomam o cuidado de escrever “giri” no chocolate que é oferecido por obrigação, para não dar margem a interpretações equivocadas.

Mas não fica nisso. No dia 14 de março, exatamente um mês depois acontece a revanche. No White Day, os homens que tenham recebido chocolates no   Valentine’s Day têm a chance de retribuir ao carinho recebido. Esta cultura foi criada em 1978 por um fabricante de marshmallow que passou a incentivar os homens a retribuir as mulheres que lhes presentearam no mês anterior. Após perceberem a grande oportunidade, companhias de chocolate começaram a difundir a ideia de dar chocolates brancos, por isso o nome White Day. No Japão os homens passaram então a dar marshmallows ou chocolates (preto ou branco).

Com o tempo as jogadas de marketing criaram também o Family Choco ファミリーチョコ para o amor e afeto maternos, presenteando-se marido e filhos e também o Tomo Choco 友チョコ (Chocolate da Amizade) para presentear amigas, como demonstração de amizade
O último é o “gyaku-choco (chocolate reverso)” é um novo costume introduzido recentemente no Japão, que significa chocolates dados por homens e mulheres no Dia dos Namorados.

Foto: Alex Santos
Make Up: Paula Kondo

Casal Valentines
Ana Paula Maiumy Rozendo Motoda (20) aproveitou a data do Valentine‘s Day para fazer uma deliciosa surpresa para o namorado Rafael Jordão Matida (19). Ela é da cidade de Kani/Gifu e ele de Komaki/ Aichi, o casal se conheceu na escola onde Rafael estudava durante um evento. Ana Paula confessa que não foi amor a primeira vista “ele era muito bagunceiro “ conta aos risos.

Foto: Alex Santos
Make Up: Paula Kondo

Rafael diz que investiu na relação e aos poucos foi conquistando o coração da amada. “Como tínhamos amigos em comuns, era inevitável os encontros ocasionais e a partir daí começamos a nos entender e conhecer melhor um ao outro.  e com o passar do tempo começamos a sair apenas nos dois, isso foi oportuno, pude mostrar para ela que eu era um cara responsa. Mas  mesmo assim demorou um pouquinho pra sair o namoro”.

O casal vive uma ótima fase do relacionamento já faz 1 ano e 5 meses que eles estão juntos.

O casal garante que a expressão ficar é muito solta e que o lance deles desde sempre foi firme. Juntos estão amadurecendo, crescendo e aprendendo um com o outro.
Para celebrar o Valentine’s Day, eles foram até o estúdio do fotógrafo Alex Santos e da maquiadora Paula Kondo, para registrar esse momento com um ensaio fotográfico especial.