Trump faz lobby para aprovar sanções rigorosas contra a Coreia do Norte...

Trump faz lobby para aprovar sanções rigorosas contra a Coreia do Norte no próximo Conselho de Segurança da ONU

COMPARTILHAR

A ONU já tirou várias resoluções referentes a embargos econômicos contra Coréia do Norte, mas até hoje nenhum deles foi decisivo para fazer com que ela desistisse do seu programa de desenvolvimento de armas nucleares e mísseis balísticos.

Isso porque a China e Rússia, membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU. com direito a veto, sempre votaram contra resoluções que seriam críticos para a sobrevivência da nação norte-coreana, como proibição para exportar combustíveis à Coréia do Norte, para contratar trabalhadores norte-coreanos ou restrições a utilização pelos aviões da Koryo (companhia de aviação Norte-Coreana)nos aeroportos internacionais. Essas são as sanções que Trump quer ver aprovadas no próximo Conselho de Segurança da ONU, caso Coréia do Norte se recuse a aceitar o desarmamento nuclear.

Trump convidou todos os embaixadores de países que compõem o conselho de Segurnaça da ONU

O presidente Donald Trump quer que dessa vez seja diferente: Na próxima reunião do Conselho de Segurança marcada para o dia 28 de abril, que terá o Secretário de Estado norte-americano Tillerson na presidência, o Conselho terá que aprovar as resoluções decisivas contra a Coréia do Norte.

O Conselho de Segurança da ONU no dia 28 de abril poderá ser decisivo para resolver o problema norte-coreano de maneira pacífica

Para isso, Trump está fazendo um verdadeiro lobby: No dia 24 de abril convidou os embaixadores da ONU de todos os países que compõem o Conselho de Segurança das Nações Unidas para um almoço, para explicar a necessidade da aprovação, por unanimidade das sanções econômicas.

“Não podemos permitir que a situação atual da Coréia do Norte continue no status atual. A Coréia do Norte é um grande problema para todaa a comunidade internacional. O mundo inteiro tentou ignorar esse grave problema durante muitos anos.  Agora é o momento para resolver essa questão de uma vez por todas.

Trump e seu fiel escudeiro Tillerson mostram que ele também sabe governar através de negociações

No dia 26 de abril, Trump fez o mesmo com todos os senadores norte-americanos numa iniciativa inédita: convidou o senado americano inteiro para um briefing sobre a Coréia do Norte na Casa Branca, onde Trump pessoalmente explicou a necessidade de resolver agora, o problema norte-coreano, e pediu o apoio deles para atingir este objetivo.

Depois de cercar militarmente a Coréia do Norte com frota naval que inclui o porta-aviões, submarino e mísseis THAAD, Trump partiu para um grande esforço diplomático no sentido de forçar Coréia do Norte a aceitar sentar na mesa de negociações para discutir o seu desarmamento nuclear.