Perigo na WEB: Como proteger as crianças dos perigos do mundo digital...

Perigo na WEB: Como proteger as crianças dos perigos do mundo digital que vão para o real

O assunto dos crimes envolvendo crianças e jovens ligados na internet é motivo de preocupação dos pais e da sociedade contemporânea em todo o mundo. No Brasil “80% dos pais não fazem a menor ideia do que os filhos fazem no ambiente digital. Estima-se que, 21% dos pais não faz qualquer restrição ao uso das crianças entre cinco e nove anos”, analisa o Kaspersky Lab, com publicação no Blog Tripletech.

Esse mesmo quadro se repete no Japão. O universo digital se avança para crimes além da internet como pornografia, prostituição, sequestro, chantagens, drogas, etc., envolvendo menores de 18 anos. Os mais perigosos para os menores são os sites de relacionamento e as redes sociais, segundo estatísticas da Agência Nacional de Polícia. O dispositivo mais usado por esses menores foi o telefone celular (90%). E dentre todos os tipos de aparelhos de comunicação, o smartphone ocupa a fatia de 88%.

Caso recente dentro da comunidade
Em maio deste ano, um caso que chamou à atenção da comunidade. Uma criança de 10 anos, filha de peruana com brasileiro. Ela ficou desaparecida por 3 dias, de 24 a 26, por ter acompanhado um homem que conheceu por uma das redes sociais. Foi levada para Tóquio, de shinkansen, mesma cidade onde foi encontrada pela polícia. Ela usava um iPad. Esse dispositivo foi o que a levou para o suposto sequestrador e o que deu a direção dela. Voltou para casa sem nenhuma lesão física, mas preferiu ir para o Jido Sodansho.

Relembre o caso acessando o link: http://www.ipc.digital/menina-de-10-anos-de-ichinomiya-sequestrada-preferiu-ser-levada-ao-jidou-sodansho-conselho-tutelar/
Cuidado com as redes sociais dos seus filhos
Em 2007 o maior número de crimes cometidos entre os jovens e nos que eles foram vítimas, vinha dos sites de relacionamento, no Japão. Com o avanço das redes sociais e games interativos na atualidade, são eles que ocupam o espaço central para as diversas Perigo na webações criminosas dos adultos:
54%: atos ilegais contra o bem estar do menor de idade;
25%: pornografia infantil;
18%: prostituição infantil;
Além de outras como: estupro, assassinato, bullying e chantagem entre os jovens, sequestro, etc.

Metade das vítimas infantis nunca receberam orientação dos pais
A polícia realizou uma pesquisa entre as vítimas dos diversos crimes e constatou que 54% dessas crianças e menores nunca receberam orientação dos pais ou responsáveis a respeito dos cuidados na web. Dentre os 46%, apesar de terem sido orientados, uma parte respondeu que não deu importância e outra maior disse que só foi advertido e nada mais.
Os pais entregam smartphones ou tablets para crianças e jovens, entretanto, poucos fazem uso dos sistemas de proteção, seja através de configuração no sistema operacional ou através de apps disponíveis, tanto para iOS quanto para Android. No Japão, 95% ainda não baixou e não usa esses apps que podem ser úteis, segundo dados da polícia. Ela recomenda fortemente a instalação de pelo menos o app de filtragem oferecido pelas operadoras.

Conheça o app de cada operadora
Cada uma das 3 operadoras – KDDI/au, Softbank e Docomo, possui app de “filtragem” (chamados de フィルタリング) que pode ajudar a proteger os filhos dos riscos da web, de acordo com a faixa etária, sendo mais intenso para os pequenos e mais leves para os adolescentes.

O que esses apps permitem bloquear
Ilegalidade: drogas;
Reivindicações: terrorismo, extremismo, suicídio, armas, fugir de casa, etc;
Conteúdo adulto: pornografia, atos sexuais, nudez, prostituição, etc;
Segurança na web: hacking, distribuição de código malicioso, proxy aberto, etc;
Sites de encontro e relacionamento;
Jogos de azar;
Comunicação indevida para crianças como chat, quadros de avisos, etc;
Gostos de adultos: fetiches, entretenimento, bebidas alcoólicas, etc;
Coisas ocultas;

KDDI/au 安心アクセス (Anshin access), é gratuito
Para iOS: https://itunes.apple.com/jp/app/id654651510&mt=8
Android: http://www.au.kddi.com/mobile/service/smartphone/safety/anshin-access/#anc01

Softbank あんしんねっと (Anshin net), é gratuito
Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=jp.co.yahoo.android.yanshin&referrer=anshin_yahoo
iPhone: https://itunes.apple.com/jp/app/id354624807?mt=8
iPad: https://itunes.apple.com/jp/app/id395163943?mt=8
Docomo: pode ser feito via web (requer ID e código) ou na loja, pois depende de solicitação

Para procurar outros apps, basta digitar parental control na busca da loja de aplicativos. No entanto, mais importante do que esses controles, os pais ou responsáveis devem dialogar com seus filhos e explicar a importância de mantê-los seguros.