HIV, AIDS e IST: Doenças que afetam o sistema imunológico e infecções...

HIV, AIDS e IST: Doenças que afetam o sistema imunológico e infecções sexualmente transmissíveis

HIV é uma sigla do vírus da imunodeficiência humana (acrônimo do termo em inglês human immunodeficiency virus), causador da AIDS, que afeta o sistema imunológico.
A AIDS é a síndrome da imuno-deficiência adquirida (originária do inglês Acquired Immuno Deficiency Syndrome), um estágio mais avançado do HIV. O paciente diagnosticado com AIDS pode receber tratamento adequado e quanto antes detectar a doença, melhor. É muito importante realizar o teste do HIV/AIDs para saber se é soropositivo ou não.

O CONTÁGIO E A PREVENÇÃO

Antes de mais nada, a melhor forma de não se infectar é se prevenindo. O HIV só entra no corpo de outra pessoa através da mucosa e ferimentos. A forma de contágio é pelo sangue, esperma, secreção vaginal e leite materno da pessoa soropositiva.
Portanto, não compartilhar agulhas, usar preservativo na relação sexual e não amamentar o bebê, caso seja soropositiva. Por mucosa entende-se a parte úmida do organismo, como por exemplo dentro da boca, vagina, uretra, reto e outras.
Além do HIV/AIDS ainda é preciso tomar cuidado com as IST-infecções sexualmente transmissíveis, através do contato (oral, vaginal ou anal). A transmissão pode ocorrer através da amamentação, gestação ou parto. Aqui entram as infecções como sífilis, gonorreia, clamídia, herpes genital, HPV-Papilomavírus Humano, HIV e hepatites virais B e C.

Os números do HIV e AIDS

O Japão veio coletando dados sobre o número de pessoas infectadas pelo HIV e de pessoas que convivem com a AIDS, desde 1985. No início, os casos eram na ordem das dezenas e depois de 1991, o crescimento passou para centenas. De acordo com as estatísticas da API-Net (AIDS Prevention Information Network, da Japan Foundation for AIDS Prevention), até 2008 a curva era crescente, mas depois o país vem registrando queda nos casos. Atualmente são 17.909 pacientes de HIV em tratamento, sendo que 17% ou 2.955 são estrangeiros. Desses, 296 são latino-americanos. Em 2009 não houve nenhum registro de novo caso, em 2010 foram registrados 2 novos e desde 2011 não há nenhum novo paciente.
O percentual de pessoas jovens, na faixa dos 20 aos 30 anos, é de 64%, sendo a maioria. Os idosos na faixa dos 70 anos merecem a atenção, pois o país vem sentindo aumento de mais de 10 casos por ano.

Onde realizar testes

As prefeituras municipais, através dos centros de saúde (hokenjo), disponibilizam testes gratuitos e de forma anônima para o HIV/AIDS. Há cidades, como as metrópoles, que efetuam testes no sábado, domingo ou a noite, para facilitar o acesso das pessoas.
Dependendo da cidade é possível solicitar o teste da IST para realizar em conjunto com o do HIV. Se na sua cidade isso não é possível, pode procurar por um hospital particular.
Em ambos os casos os resultados são entregues 1 a 2 semanas depois.

Onde fazer tratamento do HIV/AIDS

A recomendação do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem Estar é que procure uma instituição hospitalar designada para o tratamento. Por exemplo: na Província de Aichi tem 47 instituições, conforme o link http://www.pref.aichi.jp/kenkotaisaku/aids/treatment/hplist.htm. Para buscar um hospital, ligue em um dos telefones das entidades abaixo.

Onde buscar ajuda em português

Há entidades sem fins lucrativos que ajudam os estrangeiros que necessitam de ajuda para encontrar um médico ou um hospital. Não são instituições especializadas em HIV/AIDS e IST mas podem oferecer informações.

AMDA
Tel: 03-5285-8088,

Aberto as 2as., 4as. e 6as. feira, das 09h00 às 17h00 
http://por.amda-imic.com/

Charm
Tel: 06- 6354-5902
Aberto as 3as. feira, das 16h00 às 20h00 em português 
http://www.charmjapan.com/pt/home