Governo do Japão promete impor limites para horas extras

Governo do Japão promete impor limites para horas extras

TÓQUIO (IPC Digital) – No Japão a dedicação excessiva ao trabalho se tornou problema de saúde pública, principalmente, pelo abuso completamente descontrolado de horas extras.

O extremo dessa dedicação que leva ao adoecimento e até a morte do trabalhador tem nome: “karoshi”, e significa “morte por excesso de trabalho”.

O Japão não tem limite para horas extras e muitas empresas exploram o senso de responsabilidade dos funcionários. O governo calcula que um quinto da força de trabalho faça mais de 80 horas extras por mês.

Um professor de direito diz que o “karoshi” é um fenômeno antigo, e para ele: “Nada vai funcionar se as empresas não mudarem: tem que diminuir o volume de trabalho, deve-se contratar mais gente, se não a pessoa fica trabalhando de casa ou mesmo no escuro.”

O governo apertou a fiscalização nas empresas e quer aprovar leis para impor limites para evitar que esforçados funcionários se transformem em vítimas.

Veja a reportagem completa em: Governo do Japão quer impor limites às horas extras do trabalhador

FONTE: JORNAL NACIONAL