Brasileiros estão se mobilizando para conseguir a liberação do visto para yonsei

Brasileiros estão se mobilizando para conseguir a liberação do visto para yonsei

COMPARTILHAR

O brasileiro Adalto Farias Nakajima Junior (20), nasceu no Japão e regressou ao Brasil com a família em 2009. O pai e a mãe perderam o emprego com a crise econômica que atingiu o Japão. Sem ter como sustentar a família, Adilson Nakajima, decidiu junto com a esposa o retorno ao Brasil, com os filhos Adalto que que na época tihna 12 anos de idade e a irmã Ana, que estava com apenas 9 anos de idade.

Em 2016 Adilson e a esposa Sandra, voltaram ao Japão, para trabalhar deixando no Brasil os filhos. Desde então a família procura maneiras de conseguir o visto para yonsei. Adalto que está no Brasil, busca nas redes sociais o apoio de grupos de pessoas que se encontram na mesma situação que ele. “O desejo de retornar o japão é muito grande, meus pais estão lá, e aqui está apenas eu e minha irmã, meus primos e familiares moram no Paraná e nós em São Paulo, ficar longe dos meus pais é uma grande crueldade”, conta o brasileiro. Assim como Adalto milhares de outros yonseis estão passando pela mesma situação.

Texto de apoio aos yonseis

Desde que o governo japonês começou a permitir a entrada de descendentes de japoneses nisseis (segunda geração) e sanseis (terceira geração) o Japão aumentou muito a sua capacidade de produção, já que internamente não tem mão de obra suficiente capaz de suprir a falta, esta “força extra” muito bem vinda para ambos os lados, aumenta e diminui de acordo com as constantes crises financeiras que o mundo sofre, e afetam duramente o mercado de trabalho japonês, de qualquer forma, muitos nipo-brasileiros e seus cônjuges adotaram o Japão como pátria e lá vivem com seus filhos, focando não apenas na parte financeira, mas na questão da segurança e educação, que infelizmente é precária em nosso país, ou quando boa, custa muito caro.

Quando se tem a segunda ou a terceira geração na descendência japonesa, os consulados do Japão esparramados pelo Brasil e a sua embaixada em Brasília, emite o visto de longa permanência (long term residence) para duração de 3 anos, para o descendente nissei ou sansei, e o visto de um ano para o cônjuge que vai a primeira vez, este visto japonês dá direito a pessoa exercer atividade remunerada no Japão legalmente, depois de expirado o tempo do visto emitido aqui no Brasil, este visto é facilmente renovado na imigração japonesa de forma muito simples quando se esta trabalhando, apresentando apenas alguns documentos da fabrica onde trabalha, e de residência, em muitos casos nem precisando o próprio ir fazer a renovação, delegando esta função a algum despachante que atue junto aos órgãos governamentais japoneses, também conhecido como “tsuyaku”.
Até aí tudo bem, quando nissei, sansei, mas a “coisa trava’, quando a pessoa é de quarta geração (yon-sei). O descendente de quarta geração até pode tirar o visto e ir ao Japão, mas apenas quando acompanhado dos pais e menor de 18 anos, se assumir a maior idade no Brasil, o consulado dificulta muito a emissão do visto japonês, já tiramos visto para yonsei de quarta geração até com 19 anos, porém este acompanhava a mãe e sua irmã menor e foi como uma espécie de “babá” da pequena, porque o consulado analisa cada caso individualmente e julgou que este merecia.
Quando o yonsei de maior idade vem com os pais do Japão e não tira o re entry, ele não pode retornar porque não conseguirá tirar o visto japonês novamente no Brasil, mesmo os pais indo novamente. Esta pessoa de quarta geração é obrigada a ficar no Brasil, de alguma forma, mas os cônsules e o embaixador precisam saber que uma pessoa que acaba de entrar na maior idade ainda é financeiramente dependente dos pais e este não tem como ficar separado de sua família em uma possível mudança para o Japão.
O Brasil não oferece estrutura suficiente para uma pessoa que acabou de fazer dezoito anos morar sozinha.
Este texto é um apelo para que o governo japonês libere a emissão do visto de longa permanência de quem tem a quarta geração (yonsei) assim como libera para nissei e sansei.

Você apoia o visto para yonsei? Deixe o seu comentário.

Link de apetição do visto