A saúde durante o inverno: Cuidados importantes a serem seguidos

A saúde durante o inverno: Cuidados importantes a serem seguidos

Para nós brasileiros, que estávamos acostumados a viver num país tropical, é difícil adaptar o organismo às condições climáticas do inverno japonês, por isso, certos cuidados são importantes para nos proteger.

O frio em si, facilita a proliferação de microorganismos que sobrevivem em condições de baixa temperatura e em ambiente seco, como o virus da influenza sazonal, o vírus comum que causa as infecções das vias aéreas superiores, algumas bactérias que causam a pneumonia, e virus que causam infecções gastrointestinais (o rotavirus e norovirus).

Associado a isto, no frio, o mecanismo de defesa das vias aéreas superiores está menos ativo do que no verão, e o ar seco prejudica as mucosas nasais e orais facilitando a entrada dos microorganismo no nosso corpo.

No inverno, os vasos ficam mais contraídos diminuindo o seu calibre, por isso, é frequente ocorrer problemas vasculares em situações de choque térmico (locomoção de locais aquecidos para locais frios) tais como o derrame cerebral, infarto cerebral e cardíaco, angina do peito e dificuldade de controlar a hipertensão arterial em pessoas que já sofrem ou têm em base este tipo de enfermidades.

Por isso, para facilitar o organismo a se adaptar ao inverno e a se defender contra as gripes recomenda-se:

1. Ter uma alimentação equilibrada, rica em minerais e vitaminas (verduras, legumes e raízes que são ricos em vitaminas principalmente A e C que fortificam a resistência imunológica);

2. Manter a temperatura ambiental por volta de 20ºC e a umidade ambiental por volta de 50 a 60% com umidificador. Caso não tenha o aparelho, basta deixar uma toalha molhada estendida no compartimento geral;

3. Agasalhar-se adequadamente, dando preferência às roupas de baixo com as mangas compridas e “ceroulão” até os calcanhares ajustadas ao corpo, para não deixar dissipar o calor; e ao sair de casa, utilizar gorro, cachecol, luvas e “legwarmer” ;

4. Evitar choque térmico préaquecendo-se os quartos antes de dormir e o banheiro antes de se despir ao banho ou trocas de roupas;

5. Hidratar-se bem antes e após o banho com pelo menos 1 copo de água para fluidificar a circulação sanguínea;

6. Praticar exercícios leves como 30 a 40 minutos de caminhadas diárias, não deixando-se “acomodar no quentinho do quarto ou KOTATSU”;

7. Higiene adequada ao voltar de fora com gargarejo, lavagem das mãos e uso de máscaras ao sair para locais de grande aglomeração.

Texto: Elza Nakahagi